Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2016

CACHEADOS DE UM CARNAVAL

Quando eu morrer, quero morrer em meio a cabelos cacheados.

Será a melhor morte de todas.

No dia que eu desabar de um penhasco bem alto, que eu tente me salvar deslizando os dedos entre cacheados.

No dia que eu tiver uma parada cardíaca fatal e cair duro no meio da rua, que a minha alma, no impacto do corpo com o solo, seja amortecida por cacheados. 

No dia que um ex-namorado ciumento, de uma moça, me der um tiro certeiro no peito, em plena cama de um motel, que nesse momento eu esteja com o meu nariz emaranhado nos cacheados. 

Será a melhor morte todas.

No dia que um meteoro cair sobre a minha cabeça, que eu seja completamente esmagado e morra imediatamente. Mas, que se mantenha intacta a memória que cultivo com tanto amor pelos cacheados.

Ano que vem, no próximo Carnaval, espero mais "carnavais" debaixo dos caracóis dos seus cabelos. Que todo Carnaval, mesmo após o seu fim, seja cheio de mais e mais cacheados...feito os seus, moça da pele macia e sorriso largo.



- Cleydson Ramones

O FIAPO DE UMA ERA

Sempre achei estranho postar uma foto de si mesmo para ilustrar um texto, mas nesse caso é inevitável...

Tive que tirar a minha linda, máscula, sedosa, cheirosa e heterossexual barba, pois o calor de Belém está "com embaçamento". 

Tudo tem limite!

Deixei a barba crescer porque fui contratado para ser Jesus em uma peça de teatro. O projeto não foi para frente, porém, criei e escrevi um outro personagem para aproveitar a barba já crescida. 

O personagem rendeu, e o que era pra ser apenas um ou dois roteiros, acabou virando uma temporada inteira bem sucedida.

A barba me trouxestatus, dinheiro, drogas e, o principal, mulheres interessantes - muitas! Várias! De todos os tipos!

[ inclusive com barba ] 

Mas tudo na vida chega a um fim, e, assim como os Beatles, resolvi parar no auge...raspei toda a minha barba. É duro dizer e aceitar isso, mas é o fim de uma "Era de Ouro".

Escrevo este texto com dor no coração, olhos marejados e assistindo a um capítulo da "novela das 8"…